George R. R. Martin

George R. R. Martin

George R. R. Martin nasceu em Bayonne, Nova Jérsei, filho de um estivador, cuja família de classe operária vivia perto das docas de Bayonne. Quando jovem, ele se tornou um leitor ávido de quadrinhos de superheróis.

A edição de novembro de 1968 do Quarteto Fantástico possui uma nota ao editor que Martin escreveu quando ainda estava na escola. Ele credita a atenção que ele recebeu com a carta, junto com seu interesse em quadrinhos, como sua inspiração para se tornar escritor.

Em 1970, Martin recebeu seu Bacharelado em jornalismo na Universidade Northwestern, Illinois, se formando com muitos elogios. Ele depois completou um Mestrado em jornalismo, também em Northwestern, em 1971.

Martin começou a escrever contos de ficção científica no começo da década de 1970, e apesar de o início de sua carreira não ter sido fácil (uma de suas histórias foi rejeitada por diferentes revistas 42 vezes), ele nunca se desencorajou; anos depois ele venceria sue primeiro Hugo Award e Nebula Award por um de seus contos.

Apesar de muito de seu trabalho ser de fantasia ou terror, alguns de seus trabalhos iniciais se encaixavam em ficção científica, ou em história futura. Ele também escreveu pelo menos uma obra de cunho político-militar, Night of the Vampyres.

Durante a década de 1980, Martin começou a escrever para a televisão e trabalhar como editor de livros. Para a televisão, ele trabalhou em The New Twilight Zone e Beauty and the Beast. Como editor de livros, ele supervisionou o desenvolvimento da série Wild Cards. A série continua sob a direção e edição de Martin, com mais de vinte volumes publicados; em 2012 a série irá completar seu aniversário de 20 anos.

Em 1991, Martin voltou a escrever livros, começando a escrever aquilo que eventualmente se tornaria a série de fantasia épica, As Crônicas de Gelo e Fogo (ostensivamente inspirada na Guerra das Rosas e em Ivanhoé), que terá sete volumes. O primeiro volume, A Guerra dos Tronos, foi publicado em 1996. Em novembro de 2005, O Festim dos Corvos, o quarto volume da série, se tornou o livro mais vendido da lista do The New York Times, alcançando a mesma posição na lista do The Wall Street Journal. A série foi aplaudida por autores, leitores e críticos do mundo inteiro.

Livros do autor